Televisão de Cachorro (1998)

“Foi muito difícil dar esse nome. Foi uma escolha visual.”
(Fernanda Takai, em entrevista a TV Queijo Elétrico, 2013)

P R E S S    R E L E A S E

O mais interessante e original grupo surgido no pop brasileiro nos anos 90, o quarteto mineiro Pato Fu, traz novas doses de invenção e boas surpresas em Televisão de Cachorro. Produzido por Dudu Marote, este quarto disco mantém o saboroso coquetel de referências que marca a banda: rocks pesados e canções melódicas, instrumental eletrônico ou caipira, pop até a medula ou experimentalismos. Tudo isso convive num sedutor blend, com o inconfundível aroma e sabor do Pato Fu.

A receita é até simples, desde que se tenha os ingredientes e condições necessárias: quatro músicos que rendem tão bem no estúdio quanto no palco, bom e diversificado repertório, um talentoso e antenado produtor, vontade e liberdade para ousar e muitas pitadas de carisma. Coisas que não faltam a John (guitarra, violão, programação e vocal), Fernanda Takai (violão e vocal), Ricardo Koctus (baixo e vocal) e Xande Tamietti (bateria).

A letra de A Necrofilia da Arte, música de abertura do CD, foi escrita por Rubinho Troll em cima da melodia de um clássico tropicalista de Gilberto Gil, Alfômega. Troll é um velho comparsa do Pato Fu e já tinha fornecido a música Mamãe Ama é o Meu Revólver, gravada pelo grupo no segundo disco. Em meio à canções originais, quase todas assinadas por John, principal compositor do grupo, eles recriam Eu Sei, um dos clássicos do Legião Urbana, que vinha sendo um sucesso nos shows do Pato Fu. Já Tempestade, do grupo braziliense Maskavo Roots, ganhou roupagem bem diferente da original, com direito à citação de In Between Days, de Robert “Cure” Smith. Por sinal, na última edição do Hollywood Rock, em 96, o Pato Fu pôde encontrar com Robert Smith e trocar figurinhas com o líder do Cure. Ainda entre o material de outros, o CD traz Spaceballs, The Ballad, de Bob Faria (Yellowfante) e o rockão Nunca Diga, de Frank Jorge.

Com a pena afiada de sempre, John assina da raivosa Licitação à jazzy Vivo Num Morro, passando pelo rock com pitadas de ska Um Dia, Um Ladrão e pela balada Canção pra Você Viver Mais.

Aproveitando a letra da deliciosa canção título, tudo o que está dentro deste CD é tudo o que o pop brasileiro precisava para se manter de pé. Televisão de Cachorro é fiel a uma trilha aberta em 1993, quando o grupo estreou com Rotomusic de Liquidificapum, pelo selo Cogumelo. Contratado por Maurício Valladares para o seu selo Plug, da BMG, o Pato Fu gravou no ano seguinte, ao lado do produtor Carlos Savalla, Gol de Quem?. Depois desse gol de placa, eles fizeram, em 1996, Tem mas Acabou. E agora outro…

Release oficial – por Antônio Carlos Miguel

“Primeiro disco da parceria com o produtor Dudu Marote, “Televisão de Cachorro” marca o início do período de maior sucesso do Pato Fu. Mais bucólico que os anteriores, estão neles hits como “Antes que Seja Tarde” e a belíssima e intensa balada “Canção Pra Você Viver Mais”, composta por John em homenagem ao falecido pai de Fernanda. Assim como “Gol de Quem?”, é recheado de versões, em que se destacam “Tempestade”, semi-hit dos anos 90 dos brasilienses do Maskavo Roots, e “Nunca Diga”, primeira das músicas da Graforréia Xilarmônica a entrar para o repertório da banda – e que aqui aparece vestida de um punk-pop nervoso. Outra que se destaca pela energia é “Licitação”. Com ritmo acelerado, é uma das melhores baterias gravadas por Xande em toda carreira da banda – e que anos depois seria emendada pela banda com “Enter Sandman” no show do Rock In Rio, em que o Pato Fu conquistou os fãs de Guns N’ Roses. É também uma das poucas músicas cantadas por John no álbum, fato que se tornaria cada vez mais raro. “Televisão de Cachorro” alcançou a marca de Disco de Ouro embalado pelos hits “Antes Que Seja Tarde” e a cover de “Eu Sei”, da Legião Urbana.”

(“Discografia Comentada: Pato Fu” por Tiago Agostini para Scream & Yell)

ctrl+z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: