Ruído Rosa (2001)

“Meu disco preferido de todos. Que tem no nome a dualidade do pesado e do doce.”
(Fernanda Takai, em entrevista a TV Queijo Elétrico, 20013)

Programa Especial de lançamento do disco no Supernova MTV

“Último disco da parceria com Dudu Marote, “Ruído Rosa” foi descrito pela imprensa, na época de seu lançamento, como o disco mais “barroco” do Pato Fu. O exagero provavelmente foi causado pelo clima lúdico de baladas como a faixa título e “E O Vento Levou…”, ou a melancolia tecnológica da ótima versão de “Tolices’, do Ira!, com Fernanda usando efeitos na voz para criar todas as harmonias. Mixado e masterizado em Londres, o disco abre com o som de um theremin, na nervosa versão de “Eu’, da Graforréia Xilarmônica. O peso ainda se faz presente em partes de “Deus” e “Tribunal de Causas Realmente Pequenas”, mas se dilui nos teclados e violões de “Sorria, Você Está Sendo Filmado”, com John nos vocais. Para encerrar, um novo encontro com Os Mutantes em “Ando Meio Desligado”, feita sob encomenda para uma novela da Globo.”

(“Discografia Comentada: Pato Fu” por Tiago Agostini para Scream & Yell)

ctrl+z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s